Ícone do Whatsapp

O Poder das Rezas e Benzeduras

zoom

Deslize o dedo sobre esta área para ampliar a imagem ou clique no X para fechar.

O Poder das Rezas e Benzeduras

Ref: LojaSobrenatural2032

A cura de eczemas, impingens, cobreiros, feridas malígnas, manchas, verrugas e cravos que afetam o corpo humano. Leia mais.
R$ 39,90

Disponível: Em estoque

Compra Segura Compra Segura
OU
Desculpe, mas no momento não estamos atuando no CEP informado!
Entrega Valor
Transportadora (5 dias úteis) R$ 105,60
Descrição

Detalhes

A maioria das rezadeiras brasileiras confia no sucesso do benzimento contra o chamado 'quebranto' e o responsabiliza pela apatia, sonolência, melancolia, inquietação, tristeza e inapetência dos seus rebentos queridos. Trata-se de perturbações que são atribuídas à projeção de fluidos de inveja, ciúme ou despsito, lançados pelas pessoas de 'mau-olhado'. Aliás, não vos deve ser desconhecido o caso «de aves, animais e flores que se abatem, adoecem e murcham, depois que certas criaturas, possuidoras de 'olhos ruins', os desejam ou invejam.

Embora a medicina e 0,3 cientistas considerem o 'quebranto' uma velha e tola superstição, o certo é que ele se exerce disciplinado por leis tão lógicas como as que também coordenam o curso e a estabilidade dos átomos. Os fluidos etéricos e malfazejos, projetados pelas criaturas invejosas, ciumentas ou despeitadas, podem acumular-se no perispírito indefeso das crianças e chicotear-lhes o duplo etérico, perturbando o funcionamento normal dos 'chacras' ou centros de forças etéricas.

O 'chacra esplénico', situado à altura do baço no duplo etérico, responsável pela vitalização e pureza sanguínea, é o centro etérico que mais sofre e se perturba sob os impactos ofensivos dos maus fluidos, pois reduz a entrada do flux prânico, e afetando a saúde da criança, ela perde a euforia de viver, ficando triste e melancólica. Restringindo o tom energético do metabolismo etéreo ou magnético vital, o perispírito também é afetado no seu intercâmbio com a carne na sua defensiva natural. O fenómeno do 'quebranto' lembra o que acontece com certas flores tenras e sensíveis que murcham prematuramente sob as emanações mefíticas dos pântanos. E o benzimento é o processo benfeitor que expurga ou dissolve essa carga fluí-dica gerada pelo 'mau-olhado' sobre a criança, ou mesmo exalada de certas pessoas inconscientes de sua atuação enfermiça sobre os seres e coisas. O' benzedor do quebranto também bombardeia e desintegra a massa de fluidos perniciosos estagnada sobre a criança ou seres afetados desse mal, de simpedindo-lhes a circulação etérica. Embora os sentidos físicos do homem não possam registrar objetivamente o processo terapêutico de eliminação do quebranto, a criança logo se recupera.

Embora a medicina académica explique cientificamente todas as nossas moléstias, há certas enfermidades, e em particular as de pele, que realmente são curáveis pelo processo de benzimentos, simpatias, rezas ou passes mediúnicos. Nada existe de misterioso nessa técnica terapêutica, pois o seu sucesso deve-se ao fato de o benzedor ou passista projetar sobre o doente o seu magnetismo hiper-dinamizado pela sua vontade e vigor espiritual.

Em verdade, desde os tempos imemoriais existiram criaturas que benziam e curavam eczemas, impingens, cobreiros, feridas malignas, manchas, verrugas, cravos e nódulos estranhos que afetam o corpo humano. Outras sabiam eliminar bicheiras, as doenças do pêlo do animal e também o 'quebranto' produzido pelas pessoas de 'mau-olhado', cujos fluidos ruins afetavam as crianças, os vegetais e as aves.

Filomena da Silva Martins  (*)
(TIA MENA)
Ver mais detalhes

Informação Adicional

Preço R$ 39,90

Como você avalia este produto?

    Qualidade
    Preço

Nenhuma avaliação ainda

Seja o primeiro a deixar sua opinião!

Opiniões dos clientes

  • 5 Estrelas
  • 4 Estrelas
  • 3 Estrelas
  • 2 Estrelas
  • 1 Estrela

Tags do Produto

Use espaços para separar as tags. E aspas simples (') para frases.

Receba nossas ofertas por e-mail

Fique por dentro de nossas novidades em primeira mão!

Loading
Loading... Aguarde...